Páginas

30 agosto 2011

Medo

A consciência do próprio fim,
A vidência da própria sorte,
Torna o homem irracional...
Fazendo-o acreditar em lendas infantis,
De vida após a morte!
(Joana Maria)

25 agosto 2011

Vida...

Há algum tempo,
Troquei a palavra "deus", pela palavra "vida"!
So assim se justifica as injustiças.
Só assim compreendi o mundo, os homens
e as profundas diferenças!
(Joana Maria)

23 agosto 2011

22 agosto 2011

Destino...

Se acredito em destino?
Ah claro, e tem como não crer?
Afinal o destino já ficou comprovado...
Nascemos destinados a morrer!
(Joana Maria)

02 agosto 2011

*

A crença se mantém viva,
Quando se fecha àquela  janela
Com vista para o mundo...
(Joana Maria)