Páginas

27 agosto 2015

Saudades...

A saudade não tem explicação
é um gesto de insanidade
um processo de alucinação.
Saudade de cousa passada
faz parte do racional...
Migalhas deixadas na estrada.
Mas tem algo surreal
bem a par com a loucura.
E o que eu queria entender
é a saudade de cousas futuras...
Coisas,
que nem cheguei a viver!

(Joana Maria)