Páginas

22 julho 2013

...!

O engraçado é que eu nunca quis estar aqui.
Se tivesse parado com essa mania de viver há mais tempo.
Teria evitado tanto sofrimento.



(Joana Maria)

20 julho 2013

Poeta

O poeta vive a fingir
Vive a matar a realidade
Inventado dor e alegria
Distancia, amor e saudade
As vezes a realidade mata o poeta.
Porém, o tal 'fingi dor'
Esse ser imortal tão criativo...
Em meio a dor que não finge
Finge até estar vivo!

(Joana Maria)

16 julho 2013

Dizem...

Dizem que o tempo tudo cura...
O tempo leva, o tempo traz.
E como o tempo cura,
O que o próprio tempo faz?

(Joana Maria)

12 julho 2013

Pensa dor...

Pensamentos vêm e vão
um ser em convulsão...
Um mar só de areia
amargura correndo na veia.
A mente começa
mas nunca termina.
A noite sem dia
o som sem melodia
o gemido sufocado
o tempo misturado
revoam ovos alados
de tão imperfeitos
de tão incompletos
o parto de um feto
lágrima antes da dor
separação antes do amor
inocentes sem perdão
que fogem da prisão
multidão de sozinhos
jardim só de espinhos
azar sem sorte
sepultura sem morte
nascimento sem vida
adeus sem partida.
Pensamentos
sentimentos
medos
segredos...
Que viram palavras.
Que se rendem
às rédeas do ser...
Desse ser...
Poeta.

(Joana Maria)


05 julho 2013

Marcas

A vida deixa marcas
Que nem o poderoso tempo
É capaz de apagar.
 Existem cicatrizes
Que com um simples pensamento
Começam a sangrar!
(Joana Maria)

02 julho 2013

...

O pior dia da sua vida
Traz a certeza
Que todos os seus melhores dias
Ficaram no passado.