Páginas

20 julho 2013

Poeta

O poeta vive a fingir
Vive a matar a realidade
Inventado dor e alegria
Distancia, amor e saudade
As vezes a realidade mata o poeta.
Porém, o tal 'fingi dor'
Esse ser imortal tão criativo...
Em meio a dor que não finge
Finge até estar vivo!

(Joana Maria)

Nenhum comentário: