Páginas

26 novembro 2014

Dor mir!

Morrer nem era a intenção...
Apenas dormir para sempre,
E fugir do pesadelo realidade!
(Joana Maria)

19 setembro 2014

Pesadelo

É você, seu pesadelo e a noite escura.
Pode ajoelhar e rezar...
Apesar desse escudo imaginário,
Nada vai mudar.
Você permanecerá só
Diante da noite escura
E de seu maldito pesadelo!

(Joana Maria)

18 setembro 2014

13 setembro 2014

07 setembro 2014

Tempo.....

O pior do tempo é o envenenamento lento e contínuo.
E mesmo assim...
Alguns pregam que o tempo tudo cura.
Eu diria...
O tempo traz a morte,
E essa sana qualquer mal!

(Joana Maria)

13 julho 2014

Acumulado...

E você reúne um acumulado de coisas... 
Internas e externas, e de repente percebe que não fazem mais sentido!
Tudo na vida passa... 
Menos o acumulado, esse fica, pode te fazer sorrir, pode te fazer chorar... 
Mas não pode se desfazer dele!

(Joana Maria)

05 julho 2014

Tempo

O tempo não é remédio.
O tempo é veneno!
E nem é você que o toma.
É ele que toma você!
(Joana Maria)

26 junho 2014

:(

Você se envenena aos poucos...
Engolindo coisas que te fazem mal.
Ora ou outra se afoga.
Mas a vida é mesmo assim,
Não tem feliz; só final!

Joana Maria

29 maio 2014

Acreditar...


Se escora nessa muleta,
Esperança que afaga o ego.
ELE está sempre por perto.
Se ajoelha, implora, pede...
Se houver água no deserto
E conseguir matar a sede,
"Que deus seja louvado".
Mas se não for feliz
Se não vier o resultado
Sua fé nem se abala
"Foi assim que deus quis!"

É sempre a mesma fala.

Sua fé nada muda
Você pode rezar...
Não há deus que te acuda.
Pela maré se deixa levar,
Sempre espera pra falar...
Afinal já te convenceram,
Que não sabe o que pedir.
Eu já me convenci...
Não sabe é viver, sem se iludir
(Joana Maria)




23 maio 2014

A vida!

A vida segue sem lógica,
sem razão, sem regras, 
sem se importar, 
ferindo, sem curar.
Haverá um dia
que você fica
e a vida segue.
Suprema.
Sem drama ou dilema,
calculista, fria, vazia...
Como se você jamais
tivesse existido...
(Joana Maria)

30 abril 2014

mortos

E mesmo mortos
Estranhamente
Continuamos a respirar
Como folha seca
Que mansamente
Deixa se levar!
(Joana Maria)

25 abril 2014

Intrusa...

A tristeza deve ficar do lado de dentro.
Sempre que você a deixa sair,
ela contamina a todos.
O seu ambiente se torna ainda mais deprimente.
(Joana Maria)

10 abril 2014

Afogados

De tanto engolir as lágrimas...
Há dias que transbordam.
De tanto sufocar a dor...
Há dias que ela grita.
De tanto fingir alegria...
Há dias que o sorriso cansa.
De tanto seguir sem rumo...
Há dias que a vida para.
Tudo para...
Tudo silencia...
E apesar de tudo.
Calada, triste e ferida...
A vida se levanta e segue.
O mundo continua a girar,
O tempo continua a passar.
Nada muda e tudo muda...
O tempo todo.
E até seu fim você segue,
a engolir lágrimas.
Nadando dentro de si
tenta desesperadamente
não se afogar nelas!

(Joana Maria)

19 março 2014

Fragmentos (Ilusionistas)

[...]
Quem olhar para trás
Vira estátua de sal.
Mas quem de nós nunca se virou
Para olhar o que ficou?
[...]
(Joana Maria)

14 fevereiro 2014

Fora...

Tudo parece bem simples
do lado fora.
Sem dor sem sofrimento
Harmonia aparente.
O complicado mesmo.
O conflito, o furacão,
está do lado de dentro...
Da gente!

(Joana Maria)